Apple removerá entrada para SIM físico no iPhone 15 Pro, diz blog - Portal Plural
Connect with us

Tecnologia

Apple removerá entrada para SIM físico no iPhone 15 Pro, diz blog

Publicado

em


Nuveratopo humbeto pluralAcademia PersonaFAST AÇAÍ

A partir do iPhone XS, a Apple disponibilizou a tecnologia de eSIM para o uso de chips virtuais de operadoras. Agora, novos rumores indicam que a companhia deve retirar a opção de usar um chip físico no iPhone 15 Pro.

De acordo com informações divulgadas pelo Blog do iPhone, a partir de 2023, as versões do iPhone Pro serão lançadas sem entrada física para os cartões SIM. Supostamente, os aparelhos devem funcionar apenas com dois slots de eSIM.

“Em vez disso, a conexão com a operadora deverá acontecer através de 2 slots de eSIM (dual eSIM), que poderão suportar duas linhas diferentes ao mesmo tempo, como já acontece hoje no iPhone 13”, publicou o blog.

Conforme revelado no site, a informação foi divulgada por um insider da empresa britânica que está viabilizando a iniciativa, contudo, eles não revelaram o nome da companhia ou do responsável por divulgar os rumores.

Mais informantes e vazamentos

O site MacRumors também afirmou que recebeu informações privilegiadas revelando que a Apple já entrou em contato com as principais operadoras dos Estados Unidos, avisando que novos smartphones somente com eSIM devem ser lançados até setembro de 2022 —  porém, eles não especificaram os aparelhos.

Outro informante afirmou que a Apple já está trabalhando para remover a entrada do cartão SIM. “Consegui confirmar com fontes que a Apple trabalhará para remover a bandeja do cartão SIM mais cedo ou mais tarde. Isso não vai acontecer este ano, mas internamente eles estão testando um modelo de iPhone não divulgado com apenas eSIM”, disse o vazador identificado como Dylan DKT.

FONTE:TECMUNDO

Compartilhe
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tecnologia

Amazon vai lançar internet via satélite no Brasil e concorrer com empresa de Elon Musk

Publicado

em

portal plural amazon vai lançar internet via satélite no brasil e concorrer com empresa de elon musk
Foto: Reuters
FAST AÇAÍAcademia PersonaNuveratopo humbeto plural

A Amazon, em parceria com a Vrio, proprietária da operadora Sky Brasil, lançará um serviço de internet via satélite semelhante ao da Starlink, empresa do bilionário Elon Musk. Esse novo serviço será oferecido em sete países da América do Sul, incluindo o Brasil.

O Projeto Kuiper, iniciativa da Amazon, utilizará milhares de pequenos satélites posicionados a aproximadamente 600 km de altitude para criar uma rede de internet acessível por dispositivos na Terra.

De acordo com o plano de lançamento divulgado nesta quinta-feira (13), o serviço começará a operar em meados de 2025, inicialmente na Argentina. Além do Brasil, o Projeto Kuiper será expandido para Chile, Uruguai, Peru, Equador e Colômbia.

A Vrio, parceira da Amazon nesse projeto, é uma empresa americana que controla a Sky Brasil e a filial da DirecTV na América Latina.

O Projeto Kuiper, criado por um ex-funcionário da Starlink, de Elon Musk, oferecerá internet através de satélites em órbita baixa da Terra. Nos próximos meses, a Amazon delineará seu plano para colocar 3.236 satélites em órbita, informou Bruno Henriques, chefe de desenvolvimento de negócios da empresa na América Latina.

“Nosso objetivo é que todos os clientes, seja em áreas urbanas, suburbanas ou rurais, tenham o mesmo nível de acesso à banda larga”, afirmou Henriques.

A iniciativa da Amazon já existe há alguns anos. Em 2019, a empresa anunciou um investimento de US$ 10 bilhões (cerca de R$ 50 bilhões) no Projeto Kuiper.

Cerca de 200 milhões de pessoas na América Latina têm acesso precário, limitado ou nenhum acesso à internet, disse Lucas Werthein, vice-presidente da Vrio, com base em dados do Banco Mundial.

“Além disso, o terreno geográfico e os desafios de fazer grandes investimentos em infraestrutura tornam essa iniciativa ainda mais crucial”, acrescentou Werthein.

Fonte: G1

Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Tecnologia

Amazon e Vrio lançarão internet via satélite na América do Sul, competindo com Starlink

Publicado

em

portal plural amazon e vrio lançarão internet via satélite na américa do sul, competindo com starlink
reprodução internet
topo humbeto pluralAcademia PersonaFAST AÇAÍNuvera

A Amazon e a empresa de telecomunicações Vrio anunciaram nesta quinta-feira que irão lançar conjuntamente um serviço de internet via satélite em sete países da América do Sul, colocando-se em concorrência direta com a Starlink, de Elon Musk.

A Vrio, empresa norte-americana que administra a filial latino-americana da DirecTV e a Sky Brasil, oferecerá o serviço a clientes na Argentina, Brasil, Chile, Uruguai, Peru, Equador e Colômbia.

“Acreditamos que a oportunidade é enorme”, disse Lucas Werthein, vice-presidente da Vrio, à Reuters.

O Projeto Kuiper, da Amazon, iniciado por um ex-funcionário da Starlink, fornecerá internet utilizando satélites em órbita baixa da Terra.

“Cerca de 200 milhões de pessoas na região têm acesso precário, pouco ou nenhum acesso à internet”, afirmou Werthein, citando estimativas do Banco Mundial. “Acrescente a isso o terreno geográfico e os desafios de grandes investimentos em infraestrutura.”

O serviço está previsto para entrar em operação em meados de 2025, começando pela Argentina, conforme o plano de lançamento do Projeto Kuiper.

Nos próximos meses, o Projeto Kuiper detalhará seu plano para colocar 3.236 satélites em órbita, disse Bruno Henriques, chefe de desenvolvimento de negócios da empresa na América Latina.

A Amazon anunciou em 2019 a intenção de investir US$ 10 bilhões no projeto.

“Nosso objetivo é que todos os clientes, quer vivam em áreas urbanas, suburbanas ou rurais, tenham o mesmo nível de acesso à banda larga”, afirmou Henriques.

Fonte: Forbes Brasil

Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

Pesquisadores desenvolvem cão-robô para coletar ar tóxico em ambientes perigosos

Publicado

em

whatsapp image 2024 06 13 at 17.21.57
Foto: Divulgação/ Bin Hu
FAST AÇAÍtopo humbeto pluralNuveraAcademia Persona

Pesquisadores criaram um robô canino capaz de coletar partículas de ar para análise da composição atmosférica em ambientes potencialmente perigosos. Equipado com um braço articulado, o dispositivo pode acessar locais inacessíveis aos humanos.

Durante os testes, o protótipo foi enviado a aterros sanitários, sistemas de esgoto, áreas de incêndio e depósitos de produtos químicos, onde coletou amostras de ar para detectar compostos orgânicos voláteis (VOCs) perigosos. O estudo, publicado na revista Analytical Chemistry da ACS, descreve detalhadamente os testes realizados com o robô.

Realizando tarefas que seriam arriscadas para técnicos humanos, o robô acessa ambientes com ar potencialmente tóxico e retorna as amostras para um espectrômetro de massa portátil, que permite a análise imediata da composição das amostras. O estudo demonstrou que o dispositivo realiza essas operações em menos tempo do que seria necessário para transferir as amostras a um laboratório externo.

No futuro, a equipe planeja desenvolver sistemas móveis de detecção de gases perigosos e VOCs, integrando-os a dispositivos controlados remotamente, como drones aéreos e pequenas embarcações.

Fonte: CNN Brasil

Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Compartilhe

[DISPLAY_ULTIMATE_SOCIAL_ICONS]

Trending

×

Entre em contato

×