'Alcoolismo é uma doença mal compreendida', diz coordenador do Alcoólicos Anônimos no AP
Connect with us

Saúde

‘Alcoolismo é uma doença mal compreendida’, diz coordenador do Alcoólicos Anônimos no AP

Publicado

em

portal plural 'alcoolismo é uma doença mal compreendida', diz coordenador do alcoólicos anônimos no ap
Foto: jarmoluk/Creative Commons

FAST AÇAÍbanner plano0 goldNuveraAcademia Persona15 topo humberto plural

O Alcoólicos Anônimos (AA) completa 45 anos de atuação no Amapá, tendo sido fundado na década de 70. Atualmente, conta com mais de 25 grupos distribuídos em 7 municípios, operando de forma sem fins lucrativos e atendendo de 10 a 15 pessoas semanalmente.

Para marcar a data, está programada uma celebração aberta ao público no dia 7 de julho, domingo, às 10h, no auditório do Museu Sacaca, localizado no bairro do Trem, Zona Sul de Macapá. O evento é organizado pelo Grupo Irmãos Unidos de A.A.

O alcoolismo foi reconhecido como doença pela Organização Mundial da Saúde (OMS) somente em 1967, três décadas após a criação do primeiro grupo de AA.

O coordenador do AA no Amapá, identificado apenas como Rodrigues para preservar a identidade, compartilhou sua experiência pessoal de recuperação com o projeto. Ele explicou que o AA é uma irmandade acolhedora, onde o único requisito para participar é o desejo genuíno de cessar o consumo de álcool.

“Não fazemos perguntas sobre o passado dos membros, o que bebiam, quanto bebiam, ou se têm questões legais. As pessoas se juntam simplesmente com o objetivo de parar de beber”, afirmou.

Rodrigues destacou que o AA não é uma instituição profissional ou médica, mas é reconhecido por profissionais de psicologia e psiquiatria como um método eficaz de tratamento. Durante a pandemia de 2020, as reuniões foram realizadas virtualmente em parceria com um grupo de São Paulo, resultando em um aumento significativo na participação feminina em busca de apoio. As reuniões online continuam a ocorrer todas as quartas-feiras às 17h.

Quanto à participação, qualquer pessoa pode se juntar, inclusive menores de idade acompanhados por um responsável legal. Além dos que enfrentam problemas com álcool, a comunidade em geral também pode se voluntariar para apoiar o projeto.

Marcelo Pereira, enfermeiro e voluntário desde 2008, compartilhou sua motivação para se envolver com o AA, mesmo sem ter enfrentado problemas pessoais com álcool. Ele inicialmente procurou o grupo para entender melhor as dificuldades enfrentadas pelos alcoólicos enquanto trabalhava como instrutor de enfermagem.

Os voluntários, conhecidos como “amigos do AA”, desempenham um papel crucial ao ampliar a visibilidade do projeto e defender seus princípios.

Sobre o alcoolismo, Rodrigues explicou que o vício se manifesta como um hábito que cresce até se tornar uma compulsão pelo consumo excessivo de álcool.

“Não podemos diagnosticar, mas é essencial buscar ajuda profissional. Há membros do AA que bebiam apenas nos finais de semana, outros que passavam dias seguidos bebendo sem parar. Alguns bebem diariamente, como era o meu caso. O que define um alcoólico é o consumo em larga escala”, explicou.

Ele enfatizou que, mesmo nos dias de hoje, o alcoolismo continua sendo mal compreendido pela sociedade, destacando a necessidade de maior educação e conscientização sobre a doença.

O AA está presente em 25 grupos ativos espalhados por 7 municípios do Amapá, com atendimento também ao município de Gurupá, no Pará, devido à proximidade geográfica. Os interessados podem obter informações sobre locais e horários das reuniões pelo telefone (96) 9204-1938.

Fonte: G1

Compartilhe

Destaque

7 mil aves serão sacrificadas após confirmação de doença de Newcastle em aviário do RS

Publicado

em

portal plural 7 mil aves serão sacrificadas após confirmação de doença de newcastle em aviário do rs (1)
Foto: Divulgação
Nuverabanner plano0 goldAcademia Persona15 topo humberto pluralFAST AÇAÍ

Um foco da Doença de Newcastle (DNC) foi identificado em um estabelecimento de avicultura comercial de corte, localizado no município de Anta Gorda, no Vale do Taquari, Rio Grande do Sul. A informação foi confirmada pelo Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa). Após o diagnóstico, será necessário sacrificar 7 mil aves. O Laboratório Federal de Defesa Agropecuária de São Paulo (LFDA-SP) confirmou o diagnóstico após realizar análises laboratoriais.

A Doença de Newcastle é uma enfermidade viral que afeta tanto aves domésticas quanto silvestres. Causada pelo vírus pertencente ao grupo paramixovírus aviário sorotipo 1 (APMV-1), a DNC apresenta sintomas respiratórios, seguidos por manifestações nervosas, diarreia e edema da cabeça. A investigação epidemiológica do caso foi conduzida pela Secretaria da Agricultura, Pecuária, Produção Sustentável e Irrigação do Rio Grande do Sul (Seapi).

Devido ao alto risco de disseminação do vírus, a DNC exige medidas rigorosas de controle e erradicação. Os últimos casos confirmados no Brasil ocorreram em 2006, nos estados do Amazonas, Mato Grosso e Rio Grande do Sul.

O Ministério da Agricultura e Pecuária assegura que o consumo de produtos avícolas inspecionados pelo Serviço Veterinário Oficial (SVO) permanece seguro e sem contraindicações. A fiscalização e os processos de inspeção garantem que os produtos disponíveis para consumo não oferecem riscos à saúde humana.

Nesta quinta-feira (18), o ministro da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro, realizará uma reunião do Gabinete Itinerante do Ministério em Porto Alegre. O encontro contará com a participação dos ministros da Reconstrução do Rio Grande do Sul, Paulo Pimenta, do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar, Paulo Teixeira, além do presidente da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e do presidente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), César Aldrigi.

Fonte: G1

Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

Vida & Saúde começa a obra da Unidade de Internação SUS em Giruá

Publicado

em

portal plural vida & saúde começa a obra da unidade de internação sus em giruá
Foto: Divulgação/ HVS
NuveraFAST AÇAÍbanner plano0 goldAcademia Persona15 topo humberto plural

O Hospital Vida & Saúde deu início nesta semana, a obra da Unidade de Internação do Sistema Único de Saúde (SUS) do Hospital São José, em Giruá. Neste primeiro momento serão reformados o Posto de Enfermagem da Unidade e dois quartos – com dois leitos de internação cada um.

“A obra acontecerá aos poucos, já que a unidade continuará com pacientes internados. Neste sentido solicitamos a compreensão da comunidade neste período, já que os pacientes serão remanejados aos poucos até que todos os leitos sejam reformados”, destaca o diretor de infraestrutura do HVS, Rodrigo Calixto.

Considerada uma das primeiras ações de infraestrutura da gestão do Hospital Vida & Saúde, a obra propõe a revitalização da Unidade, através de uma grande reforma, que trará uma nova realidade para os pacientes de Giruá e região.

“Estamos cumprindo um compromisso com a comunidade, a partir do início das obras da Unidade SUS. A reforma deste espaço possibilitará a oferta de um espaço de acolhimento com ambiência humanizada, conforto e dignidade, tanto para os pacientes quanto para os acompanhantes”, ressalta a diretora-geral do HVS, Vanderli de Barros.

Serão 30 leitos de internação totalmente reformados, oferecendo espaços que foram planejados para garantir o bem-estar dos pacientes, o conforto e o padrão de atendimento prestado pelo Vida & Saúde.

Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

Santa Rosa registra duas mortes por gripe e alerta para baixa vacinação

Publicado

em

portal plural santa rosa registra duas mortes por gripe e alerta para baixa vacinação

FAST AÇAÍNuveraAcademia Persona15 topo humberto pluralbanner plano0 gold

O Hospital Vida & Saúde, em Santa Rosa, confirmou duas mortes por gripe Influenza nos últimos dias, segundo a Fundação Municipal de Saúde (Fumssar). Em junho, as internações por síndrome respiratória aguda grave (SRAG) aumentaram 18% em relação ao ano anterior, totalizando 26 casos, com 40% dos pacientes necessitando de UTI. Os dados de julho, quando o frio se intensificou, ainda não foram contabilizados.

A Fumssar expressa preocupação com a queda acentuada na cobertura vacinal contra a gripe nos últimos quatro anos. Em 2021, a taxa atingiu 110,90%, mas despencou para 49,95% em 2024. A tendência de queda é evidente, com 85,78% em 2022 e 60,02% em 2023.

A vacina contra a gripe está disponível em todos os postos de saúde, com agendamento para o período da tarde.

Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Compartilhe

[DISPLAY_ULTIMATE_SOCIAL_ICONS]

Trending

×

Entre em contato

×