"Álcool interfere na eficácia dos antibióticos?"
Connect with us

Curiosidades

Álcool interfere na eficácia dos antibióticos?

Publicado

em

portal plural Álcool corta efeito de antibiótico
Foto: Divulgação

FAST AÇAÍNuveraAcademia Persona15 topo humberto pluralbanner plano0 gold

É comum surgir a dúvida se é seguro consumir álcool enquanto se está em tratamento com antibióticos. Embora não haja uma interação que anule diretamente o efeito dos antibióticos, combinar álcool e esses medicamentos pode representar alguns riscos significativos.

Segundo a médica endocrinologista Milena Miguita Paulino, não existem estudos abrangentes sobre a interação de todas as classes de antibióticos com o álcool. Contudo, é sabido que doses elevadas de álcool podem interferir na metabolização dos antibióticos pelo organismo, potencialmente reduzindo sua eficácia. Além disso, certos antibióticos não devem ser combinados com álcool devido a efeitos colaterais severos.

O uso simultâneo de álcool e antibióticos pode prejudicar o sistema imunológico do paciente, comprometendo a capacidade de combater infecções bacterianas. A ingestão de álcool também pode intensificar a desidratação, especialmente em casos de febre, o que agrava ainda mais o estado do paciente.

Ambas as substâncias são metabolizadas pelo fígado, e o consumo conjunto pode sobrecarregar esse órgão vital. Isso não apenas aumenta o risco de danos hepáticos, mas também pode causar sintomas gastrointestinais como náuseas, vômitos e dor abdominal.

A infectologista Lorena Faro alerta que a combinação de álcool e antibióticos pode potencializar efeitos colaterais comuns a ambos, como tontura, confusão mental e fraqueza, além de aumentar o risco de complicações graves como o efeito antabuse, especialmente associado ao metronidazol, que pode levar a sintomas como palpitações, hipotensão e até mesmo dificuldade respiratória.

Por fim, especialistas recomendam evitar o consumo de álcool por até três dias após a última dose do antibiótico. Da mesma forma, é aconselhável não ingerir álcool nas 24 horas que antecedem o início do tratamento, para minimizar os riscos de interação negativa entre as duas substâncias.

Assim, é crucial que pacientes sigam as orientações médicas específicas para cada tipo de antibiótico e evitem o consumo de álcool durante o tratamento, garantindo a eficácia do medicamento e a saúde geral do organismo.

Fonte: CNN Brasil

Compartilhe

Curiosidades

Comandos curiosos da Alexa que você provavelmente não conhece

Publicado

em

portal plural comandos alexa
Foto: 01/10/2021REUTERS/Mike Blake
banner plano0 gold15 topo humberto pluralNuveraAcademia PersonaFAST AÇAÍ

Desenvolvida para facilitar tarefas diárias, reproduzir músicas e controlar dispositivos inteligentes como luzes e eletrodomésticos, a assistente virtual Alexa da Amazon também reserva comandos curiosos que podem surpreender. Programada com respostas criativas e humorísticas, a Alexa está disponível em dispositivos Echo e nos aplicativos para Android e iOS. Aqui estão alguns dos comandos mais inusitados da Alexa:
“Alexa, faz um beatbox”

Se está cansado das músicas tradicionais que são reproduzidas pela Alexa a partir de alguma plataforma, você tem a opção de pedir que a assistente de voz cante algo autoral para você. O destaque vai para a habilidade em fazer um beatbox, conhecido por ser uma percussão vocal utilizada no hip-hop.

“Alexa, solta pum”

Mesmo sem uma função específica, os programadores da assistente ainda permitiram que ela agisse de forma “mal-educada”. Além das flatulências, a Alexa ainda é capaz de arrotar.

“Alexa, siga o mestre…”
Assim como um papagaio, a Alexa pode repetir alguma frase ou palavra falada por você. Ao ativar a brincadeira do siga o mestre, basta falar na sequência sentença que você deseja ouvir ela falando

Exemplo: “Alexa, siga o mestre …

“Alexa, faça um ASMR”

Muito popularizado nos últimos anos, o ASMR, técnica utilizada para gerar uma sensação agradável por meio de um estimulo sensorial, também está presente entre os comandos da Alexa. Ao acioná-lo, a assistente começa a sussurrar a canção infantil “Baby Shark”.

“Alexa, ativa o modo…”

Nesse comando, a Alexa pode agir de diferentes formas. A assistente virtual pode reproduzir o jeito de falar de crianças, adolescentes, idosos, mãe, mineiros e, até mesmo, de um carro de som. Exemplo: “Alexa, ativar o modo mãe”.

“Alexa, imite…”

Além de reproduzir modos de fala, a Alexa ainda é capaz de imitar personalidades da mídia, como Silvio Santos, Marcos Mion, Faustão, Galvão Bueno, Chapolin Colorado, Capitão Nascimento, entre outros.

“Alexa, e nessa loucura…”

Provando que conhece bem os sucessos brasileiros, a Alexa ainda completa a letra da música “Evidências”, da dupla Chitãozinho e Xororó.

“Alexa, cima, cima, baixo, baixo, esquerda, direita, esquerda, direita, B, A”

Em homenagem ao código Konami, sequência de botões usada em jogos de videogame, assim que o comando é ativado, a assistente se transforma na “Super Alexa” e inicia um protocolo para ligar suas turbinas.

Fonte: CNN Brasil

Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Curiosidades

Pinguim e ovo no espaço: Fusão de galáxias capturada pela NASA destaca formato intrigante

Publicado

em

portal plural pinguim e ovo no espaço fusão de galáxias capturada pela nasa destaca formato intrigante
Foto:NASA / ESA / CSA / STScI / Divulgação
FAST AÇAÍAcademia Persona15 topo humberto pluralbanner plano0 goldNuvera

Um pinguim guarda um ovo no vasto espaço? A fusão das galáxias NGC 2936 e NGC 2937 chamou a atenção devido à sua semelhança com essas formas, como mostrado em uma imagem divulgada pela NASA na última sexta-feira (12).

No centro da imagem está NGC 2936, uma galáxia espiral distorcida que lembra um pinguim. Abaixo da “cabeça” do animal está NGC 2937, apelidada carinhosamente de ovo, uma pequena galáxia em forma de elipse. Ambas estão localizadas na constelação de Hydra e fazem parte do grupo de sistemas galácticos conhecido como Arp 142, situado a aproximadamente 326 milhões de anos-luz da Terra, segundo a NASA.

A proximidade das galáxias é devido ao processo de fusão entre elas, que começou entre 25 e 75 milhões de anos atrás, de acordo com estimativas da NASA. É projetado que elas se tornem uma única galáxia dentro de “centenas de milhões de anos”. “Elas continuarão a girar e se mover, completando várias voltas adicionais antes de se unirem em uma única galáxia daqui a centenas de milhões de anos”, destacou a agência em um comunicado.

A imagem foi capturada pelo telescópio James Webb, lançado ao espaço em dezembro de 2021. Na foto, pode-se observar uma “aura” ao redor do pinguim, composta por estrelas e gases das galáxias, conforme explicado pela NASA.

Fonte:GZh

Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Curiosidades

Pesquisa revela presença de álcool em pães de forma

Publicado

em

portal plural saúde pesquisa mostra presença de álcool em pães de forma
Foto: Divulgação
banner plano0 goldNuveraFAST AÇAÍAcademia Persona15 topo humberto plural

De acordo com um levantamento divulgado nesta quinta-feira (11) pela Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Proteste), diversos produtos de marcas populares de pães de forma contêm álcool.

Se esses pães fossem bebidas, cinco marcas seriam consideradas alcoólicas, com teor de álcool superior a 0,5%: Visconti (3,37%), Bauducco (1,17%), Wickbold 5 Zeros (0,89%), Wickbold Sem Glúten (0,66%), Wick Leve (0,52%) e Panco (0,51%).

Dependendo da quantidade consumida, alguns desses pães poderiam resultar em uma leitura positiva em um teste do bafômetro. O Departamento Estadual de Trânsito (Detran) estabelece que a quantidade segura de álcool no sangue seja abaixo de 3,3 gramas (g). Segundo a pesquisa, duas fatias de pão de forma da marca Visconti contêm o equivalente a 1,69 g de álcool; da Bauducco, 0,59 g; e da Wickbold 5 Zeros, 0,45 g.

O texto da pesquisa alerta que, para grávidas e lactantes, a ingestão recorrente de álcool, mesmo em baixas doses, pode afetar o aprendizado e causar problemas de memória, além de potencialmente levar à síndrome alcoólica fetal (SAF).

O estudo também aponta que, se os pães fossem medicamentos fitoterápicos, oito marcas brasileiras necessitariam de advertências em suas embalagens devido à presença de álcool. Segundo diretrizes pediátricas europeias, a taxa limite de álcool para crianças é de 6 miligramas por quilo (mg/kg) de peso corporal. Uma fatia de pão excede esse limite nas marcas Visconti (843 mg de etanol), Bauducco (293 mg), Wickbold 5 Zeros (233 mg), Wickbold Sem Glúten (165 mg), Wickbold Leve (130 mg), Panco (128 mg), Seven Boys (125 mg) e Wickbold (88 mg).

A contaminação dos pães com álcool pode ocorrer durante a adição de conservantes. O álcool usado para diluir o conservante deve evaporar antes do consumo, mas um excesso na quantidade de antimofo ou na sua diluição pode resultar em um pão com teor elevado de etanol.

Em nota, a Pandurata Alimentos, fabricante dos produtos Bauducco e Visconti, afirmou adotar rigorosos padrões de segurança alimentar e possuir a certificação BRCGS (British Retail Consortium Global Standard). A empresa segue toda a legislação e regulamentações vigentes.

Fonte: Agência Brasil

Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Compartilhe

[DISPLAY_ULTIMATE_SOCIAL_ICONS]

Trending

×

Entre em contato

×