Acesse aqui
Rádio Web Portal Plural
Agricultor é encontrado morto no interior de Santo Cristo – Portal Plural
Connect with us

Destaque

Agricultor é encontrado morto no interior de Santo Cristo

Pável Bauken

Publicado

em



 

O feriado de Natal foi trágico para uma família de agricultores da localidade de Linha Taquaruçu, interior do município de Santo Cristo, no Noroeste gaúcho.

De acordo com dados constantes do registro policial, baseado em informações da esposa, o produtor rural Gilberto Deutz, com 47 anos de idade, saiu de casa por volta de 7h45min dessa quarta-feira, 25, para levar o gado para um pasto.

Como ele demorou para retornar, o genro Ricardo foi à procura do sogro, tendo encontrado o agricultor já sem vida em uma lavoura.

As causas e circunstâncias da morte ainda são desconhecidas. A polícia fez o levantamento dos fatos no local e encaminhou Gilberto ao Instituto Médico Legal (IML) de Ijuí para necropsia, já que o titular e a assistente do IML de Santa Rosa encontram-se em gozo regulamentar de férias.

GSRN – Foto meramente ilustrativa

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Gafanhotos começaram atacar lavouras no interior Gaúcho

Reporter Cidades

Publicado

em



Focos são observados em municípios do Noroeste gaúcho após insetos terem cruzado a fronteira

Se não bastasse a estiagem, com o alívio da chuva do fim de novembro e prevista para este começo de dezembro, agora os gafanhotos. Os insetos cruzaram a fronteira e já atacam lavouras no Noroeste do Rio Grande do Sul, mostram relatos e vídeos de produtores e da imprensa da região. 

Agricultores relatam terem avistado focos de gafanhotos atacando lavouras de soja em Santo Augusto e São Valério do Sul, segundo o jornal Alto Uruguai. Os registros foram feitos nas localidades de Pinhalzinho e São Bento, em São Valério do Sul, e Santo Antônio e São Valentim, no interior de Santo Augusto.

 

A Inspetoria Veterinária de Santo Augusto informou que foi notificada e acionou o Departamento de Produção Vegetal do governo do estado. A partir do diagnóstico, os dados serão enviados para conhecimento da Secretaria Estadual da Agricultura a fim de avaliar as medidas a serem adotadas. 

Os gafanhotos são da espécie Chromacris speciosa, que têm se alimentado de mata nativa, plantas daninhas e erva-mate no lado argentino, mas têm baixa mobilidade e não são tão vorazes e numerosos, diferentemente da espécie de insetos que há quatro meses se movimentavam rapidamente e ameaçavam invadir em massa as plantações gaúchas.  O tempo muito seco e quente das últimas semanas favoreceu o foco em Misiones, onde já atacaram em anos anteriores.

Em junho, uma nuvem de gafanhotos muito agressivos se aproximou do Oeste gaúcho, mas foi dizimada nas províncias argentinas de Corrientes e Entre Rios. Desde então os focos de gafanhotos se concentravam no Norte do país a uma grande distância do Sul do Brasil, o que explica o tema ter saído do noticiário regular. 

Fonte:

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

Desmatamento da Amazônia sobe 9,5% e atinge 11 mil km2

Reporter Global

Publicado

em



 

A área desmatada foi 9,5% maior do que os 10.129 km2 registrados em igual período anterior, entre agosto de 2018 e julho de 2019, informou o Inpe.

 

 

O desmatamento na Amazônia foi de 11.088 quilômetros quadrados (km2) entre agosto de 2019 e julho de 2020, divulgou hoje(30) o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), órgão vinculado ao Ministério da Ciência e Tecnologia. A área equivale a quase duas vezes o Distrito Federal (5.802 km2).

O número, divulgado durante visita do vice-presidente Hamilton Mourão à sede do Inpe em São José dos Campos (SP), é uma estimativa do Projeto de Monitoramento do Desmatamento na Amazônia Legal por Satélite (Prodes), sistema do Estado brasileiro que monitora a Amazônia. “São dados auditados, que tem por trás deles um trabalho muito intenso”, disse o ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, também presente ao anúncio.

A área desmatada foi 9,5% maior do que os 10.129 km2 registrados em igual período anterior, entre agosto de 2018 e julho de 2019, informou o Inpe. Trata-se da quarta alta consecutiva. Mourão, que preside o Conselho da Amazônia, disse que a atuação das Forças Armadas no combate ao problema neste ano começou tardiamente, em maio, mas que ainda assim foi capaz de reduzir um aumento ainda mais intenso, que era esperado na casa dos 20%.

“Não estamos aqui para comemorar nada disso, que isso não é para comemorar, mas significa que os esforços que estão sendo empreendidos começam a render frutos”, disse o vice-presidente. Ele frisou que 85% do desmatamento ocorre em quatro estados (Pará, Mato Grosso, Amazonas e Rondônia). “Temos consciência de qual é a área que devemos atuar”, afirmou.

 

 

Noticias ao Minuto

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

Santa Rosa permanece na bandeira vermelha

Pedidos de reconsideração acatados pelo Gabinete de Crise são das regiões de Cachoeira do Sul e Guaíba

Pável Bauken

Publicado

em



Na 30ª rodada, o mapa definitivo do modelo de Distanciamento Controlado terá, a partir desta terça-feira (1°/12), 19 regiões em bandeira vermelha (risco epidemiológico alto). Apenas dois dos 11 pedidos de reconsideração enviados por municípios e associações regionais foram acatados pelo Gabinete de Crise nesta segunda-feira (30/11). As regiões de Cachoeira do Sul e Guaíba, portanto, permanecem em bandeira laranja (risco epidemiológico médio).

A equipe técnica rejeitou os pedidos das regiões de Capão da Canoa, Taquara, Santo Ângelo, Santa Rosa, Passo Fundo, Caxias do Sul, Santa Maria, Porto Alegre e Bagé. As demais regiões não contestaram a classificação do mapa preliminar.

Veja o mapa definitivo em https://distanciamentocontrolado.rs.gov.br

O pedido de Cachoeira do Sul foi aceito porque a equipe técnica levou em consideração o fato de que o maior impacto na região resultou dos indicadores da macrorregião e da situação do Estado como um todo. O recurso ponderou que quase todos os indicadores da região se mostraram favoráveis ao longo da pandemia. E, ainda, a região recebeu pacientes de outras áreas em leitos de UTI.

A região de Guaíba também foi impactada pela situação geral do Estado. Houve melhora na média ponderada final em comparação com as semanas anteriores e melhora em dois indicadores da própria região, em especial o que monitora os novos casos acumulados na semana dos internados em leitos clínicos. A equipe que monitora o modelo de Distanciamento Controlado segue alertando que a capacidade de atendimento da macrorregião está bastante tensionada.

Suspensão temporária da cogestão

Em reunião realizada na tarde desta segunda-feira (30/11) com a Federação das Associações dos Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) e com os representantes das 27 associações regionais, ficou decidido que o sistema de cogestão, implementado em agosto, será suspenso pelas próximas três semanas.

Sendo assim, as únicas regiões que poderão seguir os protocolos de bandeira laranja são aquelas classificadas em bandeira laranja. Nesta rodada, somente Cachoeira do Sul e Guaíba.

As cidades em bandeira vermelha que se encaixam nos critérios da Regra 0-0, ou seja, que não têm registro de óbito ou hospitalização de moradores nos últimos 14 dias, também podem adotar medidas da bandeira laranja desde que a prefeitura crie um regulamento local.

As 19 regiões em bandeira vermelha deverão seguir exclusivamente as regras estabelecidas pelo modelo de Distanciamento Controlado do governo do Estado.

Regra 0-0

Na 30ª rodada, o RS tem 10.725.854 habitantes, o que corresponde a 94,7% da população gaúcha (total de 11,3 milhões de habitantes), em bandeira vermelha, distribuídos entre os 466 municípios (do total de 497) classificados como de alto risco de contágio de coronavírus.

Desses, 194 municípios (861.438 habitantes, 7,6% da população gaúcha) podem adotar protocolos de bandeira laranja, porque cumprem os critérios da Regra 0-0, ou seja, não têm registro de óbito ou hospitalização de moradores nos últimos 14 dias, desde que a prefeitura crie um regulamento local.

Dos 31 municípios em bandeira laranja (603.751 habitantes, 5,3% da população gaúcha), 13 se encaixam na Regra 0-0. Isso equivale a 68.962 habitantes (0,6% da população do RS).

Clique aqui e acesse a lista de municípios que se enquadram na Regra 0-0

 

RESUMO DA 30ª RODADA

BANDEIRA VERMELHA (19)
Novo Hamburgo (em cogestão)
Passo Fundo (em cogestão)
Capão da Canoa (em cogestão)
Canoas (em cogestão)
Ijuí (em cogestão)
Palmeira das Missões (em cogestão)
Erechim (em cogestão)
Uruguaiana
Santa Maria (em cogestão)
Lajeado (em cogestão)
Santo Ângelo (em cogestão)
Santa Rosa (em cogestão)
Cruz Alta (em cogestão)
Bagé
Taquara (em cogestão)
Santa Cruz do Sul (em cogestão)
Pelotas (em cogestão)
Caxias do Sul (em cogestão)
Porto Alegre (em cogestão)

BANDEIRA LARANJA (2)
Cachoeira do Sul (em cogestão)
Guaíba

Clique aqui e acesse o levantamento completo da 30ª semana do Distanciamento Controlado após a avaliação dos pedidos de reconsideração 

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

© 2020 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×