62% das empresas pretendem manter o home office após o fim da pandemia – Portal Plural
Connect with us

Good News

62% das empresas pretendem manter o home office após o fim da pandemia

Publicado

em



 

Segundo estudo encomendado pela VR Benefícios, o principal desafio das empresas são os cuidados com a saúde mental dos funcionários; o fornecimento de cadeiras apropriadas para o trabalho foi o benefício mais disponibilizado durante a pandemia

 

Uma pesquisa nacional com RH de empresas, encomendada pela VR Benefícios, sinônimo de categoria em vale-alimentação e vale-refeição, traz um panorama da situação dos trabalhadores brasileiros no momento. O estudo foi realizado pelo Instituto Locomotiva.

Mesmo diante do cenário ainda de pandemia, no qual o trabalho remoto é frequente, a pesquisa mostrou que 95% das empresas possuem escritório físico, sendo que 5% estão fechados, e 98% pretendem manter o espaço físico após o fim da pandemia.

A crise provocada pelo novo coronavírus fez com que as empresas redesenhassem sua forma de trabalho praticamente de um dia para o outro e o home office foi a alternativa encontrada para que as operações não parassem. No entanto, a pesquisa revelou que entre as companhias que ainda adotam o trabalho remoto 2/3 (62%) pretendem manter esta prática como alternativa após o fim da pandemia.

Falando em home office, o levantamento também trouxe os principais desafios enfrentados pelas empresas que adotaram essa modalidade. Para 49% o ponto principal foi o cuidado com a saúde mental dos funcionários, 33% revelaram que tiveram dificuldade de controlar o horário de trabalho e 30% dificuldade de comunicação entre a equipe. Dentre os benefícios oferecidos pelas empresas, o fornecimento de cadeiras apropriadas para o trabalho foi o mais disponibilizado durante a pandemia, seguido por apoio psicológico, reembolso de internet, ajuda de custo para pagamento de contas (luz, água ou gás) e ginástica laboral.

“A cultura do cuidado com pessoas sempre esteve presente na VR Benefícios e é bastante intensa desde 2019, quando a companhia repaginou o Bem Me Quero, programa de qualidade de vida e bem-estar para funcionários criado em 2006”, conta João Altman, diretor executivo de Pessoas e Cultura, da VR Benefícios. “Muito antes de surgir uma pandemia, nós já tínhamos a preocupação de olhar para a saúde do funcionário como um todo. O que aconteceu durante a pandemia é que redobramos os cuidados com os aspectos mental, emocional e físico”, explica João.

Os investimentos também foram coletados na pesquisa do Instituto Locomotiva. Segundo os entrevistados, 41% disseram que manterão o que haviam previsto para 2021, enquanto 25% farão mais que o planejado. A contratação de funcionários e a comunicação/publicidade são os investimentos que as empresas mais pretendem fazer este ano. Também figuram a lista obra/reforma, criação ou expansão de canais de vendas, criação e lançamento de novos produtos e vendas digitais.

 

FONTE: MUNDO RH

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Good News

Novo teste do pezinho pode detectar mais de 50 doenças

Publicado

em



 

Já faz muito tempo que um dos primeiros exames que o bebê passa depois que nasce é o famoso “teste do pezinho”, que serve para indicar diversas doenças e deficiências. Agora, a boa notícia é que na última quinta-feira (25), o Senado aprovou um projeto que amplia o alcance da triagem para até 53 doenças.

 

O projeto é de autoria dos senadores Mara Gabrilli e Jorge Kajuru e foca em levar o exame para hospitais públicos. Atualmente, esse teste só está disponível na rede particular e muitas vezes com preços elevados, o que dificulta o acesso da população de baixa renda.

Novo teste do pezinho
“O [fato de estar apenas na rede particular] impossibilita o acesso da população de baixa renda [a esse teste] e impede que muitas de nossas crianças, portadoras dessas doenças, consigam obter diagnósticos e tratamentos precoces”, explica a senadora Nilda Gondim, relatora da proposta.

Para efeito de comparação, o teste do pezinho fornecido pelo SUS atualmente é capaz de detectar cerca de seis doenças: enilcetonúria; hipotireoidismo congênito; doenças falciformes e outras hemoglobinopatias; fibrose cística; hiperplasia adrenal congênita; e deficiência de biotinidase.

“Claro que tem doenças que não têm cura, mas, ao mesmo tempo, há patologias, doenças, que, com o diagnóstico precoce, aumenta a chance de essa criança ter independência, algum tipo de independência”, completa a senadora Zenaide Maia.

A proposta agora vai ser votada na Câmara dos Deputados e, se aprovada, deve passar a valer a partir de maio de 2022. Segundo o Ministério da Saúde, o teste do pezinho é gratuito e obrigatório para todos os bebês que nascem no Brasil.

 

fonte: Olhar Digital

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Good News

Fatos Históricos dia 01 de Dezembro

Publicado

em



 

Eventos 

 

800 — Carlos Magno julga as acusações contra o Papa Leão III no Vaticano.
1420 — Henrique V da Inglaterra entra em Paris.
1640 — Restauração da Independência de Portugal em relação ao Reino de Espanha; João, Duque de Bragança torna-se rei como João IV de Portugal após sessenta anos de domínio castelhano.
1821 — A colônia espanhola de Santo Domingo, atual República Dominicana, proclama sua independência da Espanha.
1822 — Pedro I é coroado Imperador do Brasil.
1862 — Em seu Discurso sobre o Estado da União, o presidente Abraham Lincoln reafirma a necessidade de acabar com a escravidão, conforme ordenado dez semanas antes na Proclamação de Emancipação.
1900 — A Comissão de Arbitragem de Genebra concede a posse do território do atual Amapá ao Brasil.
1909 — É fundado em Israel, com o nome de Deganya Alef o primeiro kibbutz.
1910 — É apresentada oficialmente na Praça dos Restauradores em Lisboa, a nova Bandeira de Portugal após a Implantação da República.
1913
O metrô de Buenos Aires, o primeiro sistema ferroviário subterrâneo do Hemisfério Sul e da América Latina, inicia suas operações.
A Ford Motor Company apresenta a primeira linha de montagem móvel.
Creta, tendo obtido o autogoverno da Turquia após a Primeira Guerra Balcânica, é anexada pela Grécia.
1918
O parlamento dinamarquês aprova o decreto que tornou a Islândia um estado independente.
A Transilvânia une-se à Romênia, após a incorporação da Bessarábia (27 de março) e Bucovina (28 de novembro), concluindo assim a Grande União.
É proclamado o Reino dos Sérvios, Croatas e Eslovenos (mais tarde conhecido como Reino da Iugoslávia).
1934 — Na União Soviética, Serguei Kirov, membro do Politburo, é assassinado. Stalin usa o incidente como pretexto para iniciar o Grande Expurgo.
1941 — Segunda Guerra Mundial: o imperador Hirohito do Japão dá a aprovação final para iniciar uma guerra contra os Estados Unidos.
1955 — Movimento dos direitos civis dos negros nos Estados Unidos: em Montgomery, Alabama, a costureira Rosa Parks se recusa a ceder seu lugar no ônibus para um homem branco e é presa por violar as leis de segregação racial da cidade, um incidente que leva ao boicote aos ônibus da cidade.
1958 — A República Centro-Africana alcança autogovernança na União Francesa.
1959 — Guerra Fria: data de abertura para a assinatura do Tratado da Antártida, que separa a Antártica como uma reserva científica e proíbe a atividade militar no continente.
1960 — Os cães Pchelka (Abelhinha) e Mushka (Mosquinha) são lançados a bordo da Korabl-Sputnik 3.
1964 — Malawi, Malta e Zâmbia são admitidos como Estados-Membros da ONU.
1973 — Papua Nova Guiné ganha autogovernança da Austrália.
1976 — Angola é admitida como Estado-Membro da ONU.
1986 — O Museu D’Orsay é inaugurado em Paris pelo presidente François Mitterrand.
1988 — O Dia Mundial de Combate à AIDS é proclamado em todo o mundo pelos Estados-membros das Nações Unidas.
1989
Mikhail Gorbatchov visita o Papa João Paulo II. É o primeiro líder soviético a visitar o Vaticano desde a Revolução Russa de 1917.
Tentativa de golpe de Estado nas Filipinas: militares rebeldes pertencentes ao Movimento Reforma das Forças Armadas tentam derrubar a presidente filipina Corazón Aquino em um golpe de Estado fracassado.
Guerra Fria: o parlamento da Alemanha Oriental abole o dispositivo constitucional que concede ao Partido Comunista o papel de liderança no Estado.
1990 — Eurotúnel o encontro dos dois túneis 40 metros abaixo do solo do Canal da Mancha.
1991 — Guerra Fria: os eleitores ucranianos aprovam esmagadoramente um referendo para a independência da União Soviética.
2009 — Entra em vigor o Tratado de Lisboa

 

Feriados e eventos cíclicos

Dia Mundial de Combate à AIDS.
Dia do Imigrante (também celebrado em alguns lugares a 25 de junho).
Dia do Numismata.
Dia da União na Romênia.
Mitologia Grega: Festival de Poseidon, deus dos oceanos.

Portugal
1640 – Restauração da Independência.
Dia da Bandeira.

Brasil
Aniversário dos municípios de Esperança (Paraíba), Irapuã (São Paulo), Sapé (Paraíba), São Simão (Goiás), Serra Preta (Bahia) e Votorantim (São Paulo)
Dia da Bandeira em Curiúva, no Paraná.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Good News

Cientistas desenvolvem cubos de gelo reutilizáveis que nunca derretem

Publicado

em



 

Um estudo publicado no jornal da American Chemical Society, Sustainable Chemistry & Engineering descreve o trabalho de pesquisadores da Universidade da Califórnia, que criaram um novo tipo de cubo de gelo que pode revolucionar a forma como os alimentos são conservados frios e transportados frescos sem depender de resfriamentos adicionais.

 

Esses “cubos gelatinosos” não derretem, são compostáveis, antimicrobianos e evitam a contaminação cruzada.

“Quando o gelo derrete, não é mais reutilizável”, explicou Gang Sun, professor do Departamento de Engenharia Biológica e Agrícola da Universidade. “Achamos que poderíamos fazer o chamado gelo sólido para servir como meio de resfriamento e ser reutilizável”.

Segundo o site Phys, os cubos de resfriamento contêm mais de 90% de água e outros componentes para reter e estabilizar a estrutura. São suaves ao toque como uma sobremesa de gelatina e mudam de cor dependendo da temperatura.

“Esses cubos reutilizáveis ​​podem ser produzidos ou cortados em qualquer formato e tamanho necessários”, disse Jiahan Zou, estudante de Ph.D. que trabalha no projeto há dois anos.

Fábricas de processamento de peixe foram inspiração para a pesquisa
“Você pode usá-lo por 13 horas para resfriar, coletar, enxaguar com água e colocá-lo no freezer para congelar novamente para o próximo uso”, afirmou Sun, revelando que, em julho, a equipe abriu uma patente para o design e o conceito do produto.

Os pesquisadores esperam poder, eventualmente, usar resíduos agrícolas reciclados ou subprodutos como material refrigerador. “Queremos ter certeza de que isso é sustentável”, disse Luxin Wang, professor associado do Departamento de Ciência e Tecnologia de Alimentos.

A equipe começou a trabalhar nos cubos de hidrogel depois que Luxin Wang, professor associado do Departamento de Ciência e Tecnologia de Alimentos, viu a quantidade de gelo usada nas fábricas de processamento de peixe e a contaminação cruzada que a água do degelo poderia espalhar entre os produtos ou pelo ralo.

“A quantidade de gelo usada por esses locais de processamento de pescado é enorme”, disse Wang. “Precisamos controlar os patógenos”.

Cubos de gelo reutilizáveis economizam água
Sun também lamentou o mofo encontrado nas bolsas de gelo de plástico usadas na merenda escolar das crianças e em embalagens de transporte.

Segundo a equipe, os primeiros testes mostraram que os cubos podem suportar o peso de até 10 kg sem perder a forma. Eles podem ser reutilizados uma dúzia de vezes, sendo necessária apenas uma rápida lavagem com água ou alvejante diluído. Depois disso, podem ser descartados no lixo comum.

Outra vantagem dos cubos gelatinosos é que, como alternativa ao gelo tradicional, eles podem reduzir o consumo de água e o impacto ambiental. Eles também proporcionam temperaturas estáveis ​​para reduzir a deterioração dos alimentos e podem ser ideais para empresas de preparo de refeições, companhias de transporte e produtores de alimentos que precisam manter os itens frios.

De acordo com os cientistas envolvidos no projeto, a descoberta pode reduzir potencialmente o consumo de água na cadeia de abastecimento de mantimentos e o desperdício de alimentos, controlando contaminações microbianas.

 

fonte: Olhar Digital

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

PLURAL AGÊNCIA DE PUBLICIDADE LTDA
ME 33.399.955/0001-12

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×

Entre em contato

×