A primeira crônica aqui

Apoiadores:

Sei lá como vai ser. Escrever para um site é diferente de fazê-lo para um jornal impresso. O público também é outro, talvez mais jovem.

Aí é que está! Escrever o quê? Como?

Sei lá. Não sei como será, nem como ou o que vou escrever. Cada semana, ou toda vez que um assunto respingar, vou meter o bedelho. Adoro essa adrenalina de deixar a opinião sabendo que os leitores vão ficar “pê da vida” ou refletir sobre os fatos.

E quando não tiver nada a dizer, escreverei uma poesia, afinal, às vezes também é preciso adoçar o dia com algumas palavras amenas. Aliás, pode-se para “dar pau” com poesias também. Tipo essa:

“Vê se tem graça

Nas cercanias da praça

Ser Natal o ano inteiro.

A metro e meio de altura

O cidadão pendura

Sacolas de todos os tipos:

É o nosso Natalixo”

(NATALixo – Clairto Martin)

Certo é que estarei aqui no PORTAL PLURAL por algum tempo, porque segundo os caras que mandam nessa mídia poderosa, tenho contrato por um ano.

Assuntos não me faltam, especialmente do Governo Federal (que dá pano para muitas mangas todos os dias) e do Governo Municipal (porque depois de cada entrevista com o prefeito Vicini sobram munições para uso).

Já listei pelo menos uns 20 “pegas” bons para animar os leitores, temas que vão do desarmamento até as questões locais, como o cemitério em que não se tem lugar para enterrar mais ninguém.

E, não levem a mal se não respondo as provocações que vêm em forma de petardos dos leitores mais ácidos. É porque não sou de entrar em todas as brigas, mas, se entro nelas, sou bem gaúcho: não saio mais.

Abraço

Clairto Martin – Jornalista, escritor, professor e dono da Editora Café Pequeno.

Apoiadores:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui