10 boas notícias sobre o coronavírus em meio a “pandemia de medo” - Portal Plural
Connect with us

Destaque

10 boas notícias sobre o coronavírus em meio a “pandemia de medo”

Publicado

em


topo humbeto pluralNuveraFAST AÇAÍAcademia Persona

Classificando o novo coronavírus como uma pandemia ou não, o problema é grave. Não dá para minimizar a importância. Em menos de dois meses, ele se espalhou por vários continentes.

Uma pandemia implica uma transmissão sustentada, eficaz e contínua da doença simultaneamente em mais de três regiões geográficas diferentes. Já podemos estar nesta fase, mas isso não é sinônimo de morte, pois o termo não se refere à taxa de mortalidade do agente infeccioso, mas à sua transmissibilidade e extensão geográfica.

O que certamente existe é uma pandemia de medo. Pela primeira vez na história, estamos enfrentando uma epidemia em tempo real: toda a mídia, várias vezes ao dia, todos os dias, em todo o planeta, fala sobre o novo coronavírus, que causa a doença covid-19.

Seguimos a identificação de cada caso ao vivo. Foi notícia de primeira página que o vírus no Brasil sofreu mutação três vezes!

Insisto: o assunto é sério, mas uma das primeiras vítimas do coronavírus na Espanha foi o Ibex35 (a bolsa de Madri). É necessário informar o que está acontecendo, mas também precisamos de boas notícias. Aqui estão dez delas.

1. Sabemos quem é

Os primeiros casos de Aids foram descritos em junho de 1981 e foram necessários mais de dois anos para identificar o vírus causador da doença. Os primeiros casos do novo coronavírus foram relatados na China em 31 de dezembro de 2019 e em 7 de janeiro o vírus já havia sido identificado.

O genoma estava disponível no dia 10. Já sabemos que é um novo coronavírus do grupo 2B, da mesma família que a Sars, razão pela qual o chamamos de SARSCoV2. A doença é chamada covid-19.

Está relacionado ao coronavírus de morcegos. As análises genéticas confirmam que ela tem uma origem natural recente (entre o final de novembro e o início de dezembro) e que, embora os vírus sofram mutações, sua frequência de mutação não é muito alta.

2. Sabemos como detectá-lo

Desde 13 de janeiro está disponível para todo o mundo um teste de RT-PCR para detectar o vírus.

Nos últimos meses, esses tipos de testes foram aperfeiçoados e tiveram sua sensibilidade e especificidade avaliadas.

Turistas no aeroporto de La Paz, na Bolívia, passam por testes para detectar coronavírus/GETTY IMAGES

3. Na China, a situação está melhorando

As fortes medidas de controle e isolamento impostas pela China estão gerando resultado. Há semanas, o número de casos diagnosticados diminui a cada dia.

Em outros países, está sendo realizado um acompanhamento epidemiológico muito detalhado. Os focos são muito concretos, o que permite que eles sejam controlados mais facilmente. Por exemplo, na Coreia do Sul e em Cingapura.

4. 81% dos casos são leves

A doença não causa sintomas ou é leve em 81% dos casos.

Em 14%, pode causar pneumonia grave e em 5% pode se tornar crítica ou letal.

5. Cura

Paciente recebe alta de hospital em Wuhan, epicentro do surto na China/GETTY IMAGES

Os únicos dados que às vezes são mostrados na mídia são o aumento no número de casos confirmados e no número de mortes, mas a maioria das pessoas infectadas é curada.

Há 13 vezes mais pacientes curados do que mortos, e a proporção está aumentando.

6. Quase não afeta menores de idade

Apenas 3% dos casos ocorrem em menores de 20 anos e a mortalidade em menores de 40 anos é de apenas 0,2%.

Nas crianças, os sintomas são tão leves que podem passar despercebidos.

7. O vírus é facilmente inativado

O vírus pode ser inativado das superfícies com uma solução de etanol (álcool 62-71%), peróxido de hidrogênio (água oxigenada a 0,5%) ou hipoclorito de sódio (lixívia a 0,1%), em apenas um minuto.

A lavagem frequente das mãos com água e sabão é a maneira mais eficaz de evitar o contágio.

Lavar bem as mãos é a maneira mais eficaz de evitar o contágio/GETTY IMAGES

8. Já existem mais de 150 artigos científicos

É o tempo da ciência e da cooperação. Em pouco mais de um mês, 164 artigos já podem ser consultados no PubMed sobre covid-19 ou SARSCov2, além de muitos outros disponíveis nos bancos de artigos ainda não revisados (pré-impressões).

São trabalhos preliminares sobre vacinas, tratamentos, epidemiologia, genética e filogenia, diagnóstico e aspectos clínicos.

Esses artigos foram preparados por cerca de 700 autores espalhados pelo planeta. É ciência em comum, compartilhada e aberta. Em 2003, quando a Sars aconteceu, levou mais de um ano para obter menos da metade de artigos.

9. Já existem protótipos de vacinas

Nossa capacidade de projetar novas vacinas é espetacular. Já existem mais de oito projetos contra o novo coronavírus. Existem grupos que trabalham em projetos de vacinas contra outros vírus semelhantes e agora tentam adaptar as pesquisas.

O que pode prolongar seu desenvolvimento são todos os testes necessários de toxicidade, efeitos colaterais, segurança, imunogenicidade e eficácia na proteção. É por isso que se fala em vários meses ou anos, mas alguns protótipos já estão em andamento.

Por exemplo, a vacina mRNA-1273 da empresa Moderna consiste em um fragmento de RNA mensageiro que codifica uma proteína derivada da glicoproteína S da superfície do coronavírus. Esta empresa possui protótipos semelhantes para outros vírus.

A Inovio Pharmaceuticals anunciou uma vacina de DNA sintético para o novo coronavírus, INO-4800, também baseada no gene S da superfície do vírus. Por sua vez, a Sanofi usará sua plataforma de expressão de baculovírus recombinante para produzir grandes quantidades do antígeno de superfície do novo coronavírus.

Vários laboratórios credenciados no mundo estão trabalhando no projeto de uma vacina/Direito de imagemGETTY IMAGES

O grupo de vacinas da Universidade de Queensland, na Austrália, anunciou que já está trabalhando em um protótipo usando a técnica chamada “grampo molecular”, uma nova tecnologia que permite produzir vacinas usando o genoma do vírus em tempo recorde.

Na Espanha, o grupo de Luis Enjuanes e Isabel Sola, do CNB-CSIC, trabalha com vacinas contra coronavírus há anos.

Alguns desses protótipos serão testados em breve em humanos.

10. Existem mais de 80 ensaios clínicos com antivirais em andamento

As vacinas são preventivas. Mais importantes são os possíveis tratamentos de pessoas que já estão doentes. Já existem mais de 80 ensaios clínicos para analisar tratamentos contra coronavírus.

São antivirais que foram usados ​​para outras infecções, já aprovados e que sabemos que são seguros.

Um dos que já foram testados em humanos é o remdesivir, um antiviral de amplo espectro, ainda em estudo, que foi testado contra Ebola e Sars/Mers. É um análogo da adenosina que é incorporado na cadeia do RNA viral e inibe sua replicação.

Outro candidato é a cloroquina, um antimalárico que também possui atividade antiviral potente. Sabe-se que bloqueia a infecção aumentando o pH do endossomo necessário para a fusão do vírus com a célula, o que inibe sua entrada.

Está provado que este composto bloqueia o novo coronavírus in vitro e já está sendo usado em pacientes que tiveram pneumonia devido ao vírus.

A triazavirina antiviral foi sugerida por pesquisadores da Universidade Federal de Ural, na Rússia, para tratar pacientes com coronavírus/GETTY IMAGES

Lopinavir e Ritonavir são dois inibidores de protease usados ​​como terapia antiretroviral que inibem a maturação final do vírus da Aids. Como a protease SARSCov2 demonstrou ser semelhante à do HIV, essa combinação já foi testada em pacientes com coronavírus.

Outros estudos propostos são baseados no uso de oseltamivir (um inibidor da neuraminidase usado contra o vírus da gripe), interferon-1b ​​(proteína com função antiviral), anti-soros de pessoas já recuperadas e anticorpos monoclonais para neutralizar o vírus. Já foram sugeridas novas terapias com substâncias inibidoras, como a baricitinibina, selecionadas mediante inteligência artificial.

A pandemia de gripe de 1918 causou mais de 25 milhões de mortes em menos de 25 semanas. Algo semelhante poderia acontecer novamente hoje? Como vemos, provavelmente não. Nunca estivemos tão preparados para combater uma pandemia.

*Ignacio López-Goñi é professor de microbiologia na Universidade de Navarra, Espanha, e seu artigo original apareceu em The Conversation

Fonte: BBC NEWS BRASIL/GETTY IMAGES

Foto Capa: congresso em foco uol

Rojane Matte

Compartilhe
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Atletas de Santa Rosa são eleitos campeões de torneio internacional de Futsal

Publicado

em

portal plural santa rosa foi mais uma vez muito bem representada internacionalmente no esporte. sete atletas do município da associação noroeste de futsal asr, disputaram no último final de se
Foto: Divulgação/ ASR
Nuveratopo humbeto pluralAcademia PersonaFAST AÇAÍ

Santa Rosa foi mais uma vez muito bem representada internacionalmente no esporte. Sete atletas do município da Associação Noroeste de Futsal – ASR, disputaram no último final de semana, o 5° ASB Futsal Internacional, na Espanha. A equipe sub-12 trouxe para casa o título de campeã após 7 jogos invictos. Ao todo, 28 times de escolas de futsal e clubes de diversos países, como: Espanha, Itália, Portugal, Inglaterra, França, Brasil, Irlanda, Holanda e Austrália, participaram da competição.

O torneio foi organizado na região da Catalunha na Espanha, nas cidades de Barcelona, Reus e Salou. Na última terça-feira (18), os atletas retornaram para o Brasil e foram recepcionados pelas famílias e torcedores com direito a desfile pelas ruas de Santa Rosa. O prefeito Anderson Mantei e o vice-prefeito Aldemir Ulrich, participaram das boas-vindas e parabenizaram a ASR Futsal pela conquista, “É uma alegria ver jovens atletas representando tão bem a nossa cidade em outros países. Estamos implementando diversas melhorias no esporte, para oferecer mais infraestrutura para os atletas de Santa Rosa. Fica os nossos parabéns e o incentivo para que mais títulos possam ser alcançados”, destacou Anderson.

Além do time conquistar o primeiro lugar na 5ª edição do ASB Internacional de Futsal, a equipe também teve o atleta Guilherme Hamerski reconhecido como melhor goleiro e Solano Walter como artilheiro.

Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

Vida & Saúde promove programação de aniversário de 89 anos

Publicado

em

portal plural a sexta fvida & saúde promove programação de aniversário de 89 anos
Foto: Divulgação/ HVS
Academia PersonaFAST AÇAÍNuveratopo humbeto plural

O Hospital Vida & Saúde celebra 89 anos de história no dia 27 de junho. Para comemorar a data, o Hospital programou uma série de atividades.

No dia em que celebra o aniversário, o Vida & Saúde inicia com um momento de agradecimento e fé, com uma celebração que reunirá diferentes representantes religiosos. O ato é aberto a comunidade e inicia às 08h, na Praça Julia Lima – pátio interno do hospital. Ao longo do dia, atividades na matriz e na Unidade Dom Bosco, serão destinadas aos profissionais do Hospital, como lanche especial e momentos de relaxamento.

Já na manhã do dia 29, o Hospital celebra com a comunidade de Giruá, com a atividade “Unidade São José em Ação”, onde oferecerá ações de saúde como aferição de pressão e testes de glicose, apresentará serviços e disponibilizará espaço para crianças.

Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Clima/Tempo

A sexta-feira deve ser marcada por chuvas em todo o Estado

Publicado

em

portal plural a sexta feira deve ser marcada por chuvas em todo o estado
Foto: Divulgação
FAST AÇAÍNuveraAcademia Personatopo humbeto plural

Hoje (21), o Rio Grande do Sul terá chuvas em quase todas as regiões, conforme a previsão meteorológica. Áreas como as Missões, o Sul, a Região Central, o Noroeste, o Norte, a Região Metropolitana, os Vales e a Serra enfrentarão períodos de chuva intensa. Mesmo com o sol aparecendo entre muitas nuvens, espera-se que ocorram pancadas de chuva na Campanha e na Fronteira Oeste.

No segundo dia de inverno, os maiores volumes de chuva são esperados em Vitória das Missões e Unistalda, com previsão de cerca de 40 milímetros, representando até 31% da média histórica de junho para essas regiões. Em Porto Alegre, o acumulado pode chegar a 20 milímetros, aproximadamente 17% do total esperado para o mês.

As temperaturas no estado variarão pouco. As mínimas estão previstas para 10°C em São José dos Ausentes, na Serra, e em Pedras Altas, no Sul. As máximas, por outro lado, alcançarão 28°C em Vicente Dutra e Novo Tiradentes, localizadas no norte do estado. Em Porto Alegre, as temperaturas oscilarão entre 17°C e 21°C.

Os moradores de diversas regiões devem se preparar para um dia de chuva generalizada e monitorar as condições climáticas para quaisquer desdobramentos.

Fonte: O Bairrista

Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Compartilhe

[DISPLAY_ULTIMATE_SOCIAL_ICONS]

Trending

×

Entre em contato

×