10 boas notícias sobre o coronavírus em meio a “pandemia de medo” – Portal Plural
Connect with us

Destaque

10 boas notícias sobre o coronavírus em meio a “pandemia de medo”

Publicado

em



Classificando o novo coronavírus como uma pandemia ou não, o problema é grave. Não dá para minimizar a importância. Em menos de dois meses, ele se espalhou por vários continentes.

Uma pandemia implica uma transmissão sustentada, eficaz e contínua da doença simultaneamente em mais de três regiões geográficas diferentes. Já podemos estar nesta fase, mas isso não é sinônimo de morte, pois o termo não se refere à taxa de mortalidade do agente infeccioso, mas à sua transmissibilidade e extensão geográfica.

O que certamente existe é uma pandemia de medo. Pela primeira vez na história, estamos enfrentando uma epidemia em tempo real: toda a mídia, várias vezes ao dia, todos os dias, em todo o planeta, fala sobre o novo coronavírus, que causa a doença covid-19.

Seguimos a identificação de cada caso ao vivo. Foi notícia de primeira página que o vírus no Brasil sofreu mutação três vezes!

Insisto: o assunto é sério, mas uma das primeiras vítimas do coronavírus na Espanha foi o Ibex35 (a bolsa de Madri). É necessário informar o que está acontecendo, mas também precisamos de boas notícias. Aqui estão dez delas.

1. Sabemos quem é

Os primeiros casos de Aids foram descritos em junho de 1981 e foram necessários mais de dois anos para identificar o vírus causador da doença. Os primeiros casos do novo coronavírus foram relatados na China em 31 de dezembro de 2019 e em 7 de janeiro o vírus já havia sido identificado.

O genoma estava disponível no dia 10. Já sabemos que é um novo coronavírus do grupo 2B, da mesma família que a Sars, razão pela qual o chamamos de SARSCoV2. A doença é chamada covid-19.

Está relacionado ao coronavírus de morcegos. As análises genéticas confirmam que ela tem uma origem natural recente (entre o final de novembro e o início de dezembro) e que, embora os vírus sofram mutações, sua frequência de mutação não é muito alta.

2. Sabemos como detectá-lo

Desde 13 de janeiro está disponível para todo o mundo um teste de RT-PCR para detectar o vírus.

Nos últimos meses, esses tipos de testes foram aperfeiçoados e tiveram sua sensibilidade e especificidade avaliadas.

Turistas no aeroporto de La Paz, na Bolívia, passam por testes para detectar coronavírus/GETTY IMAGES

3. Na China, a situação está melhorando

As fortes medidas de controle e isolamento impostas pela China estão gerando resultado. Há semanas, o número de casos diagnosticados diminui a cada dia.

Em outros países, está sendo realizado um acompanhamento epidemiológico muito detalhado. Os focos são muito concretos, o que permite que eles sejam controlados mais facilmente. Por exemplo, na Coreia do Sul e em Cingapura.

4. 81% dos casos são leves

A doença não causa sintomas ou é leve em 81% dos casos.

Em 14%, pode causar pneumonia grave e em 5% pode se tornar crítica ou letal.

5. Cura

Paciente recebe alta de hospital em Wuhan, epicentro do surto na China/GETTY IMAGES

Os únicos dados que às vezes são mostrados na mídia são o aumento no número de casos confirmados e no número de mortes, mas a maioria das pessoas infectadas é curada.

Há 13 vezes mais pacientes curados do que mortos, e a proporção está aumentando.

6. Quase não afeta menores de idade

Apenas 3% dos casos ocorrem em menores de 20 anos e a mortalidade em menores de 40 anos é de apenas 0,2%.

Nas crianças, os sintomas são tão leves que podem passar despercebidos.

7. O vírus é facilmente inativado

O vírus pode ser inativado das superfícies com uma solução de etanol (álcool 62-71%), peróxido de hidrogênio (água oxigenada a 0,5%) ou hipoclorito de sódio (lixívia a 0,1%), em apenas um minuto.

A lavagem frequente das mãos com água e sabão é a maneira mais eficaz de evitar o contágio.

Lavar bem as mãos é a maneira mais eficaz de evitar o contágio/GETTY IMAGES

8. Já existem mais de 150 artigos científicos

É o tempo da ciência e da cooperação. Em pouco mais de um mês, 164 artigos já podem ser consultados no PubMed sobre covid-19 ou SARSCov2, além de muitos outros disponíveis nos bancos de artigos ainda não revisados (pré-impressões).

São trabalhos preliminares sobre vacinas, tratamentos, epidemiologia, genética e filogenia, diagnóstico e aspectos clínicos.

Esses artigos foram preparados por cerca de 700 autores espalhados pelo planeta. É ciência em comum, compartilhada e aberta. Em 2003, quando a Sars aconteceu, levou mais de um ano para obter menos da metade de artigos.

9. Já existem protótipos de vacinas

Nossa capacidade de projetar novas vacinas é espetacular. Já existem mais de oito projetos contra o novo coronavírus. Existem grupos que trabalham em projetos de vacinas contra outros vírus semelhantes e agora tentam adaptar as pesquisas.

O que pode prolongar seu desenvolvimento são todos os testes necessários de toxicidade, efeitos colaterais, segurança, imunogenicidade e eficácia na proteção. É por isso que se fala em vários meses ou anos, mas alguns protótipos já estão em andamento.

Por exemplo, a vacina mRNA-1273 da empresa Moderna consiste em um fragmento de RNA mensageiro que codifica uma proteína derivada da glicoproteína S da superfície do coronavírus. Esta empresa possui protótipos semelhantes para outros vírus.

A Inovio Pharmaceuticals anunciou uma vacina de DNA sintético para o novo coronavírus, INO-4800, também baseada no gene S da superfície do vírus. Por sua vez, a Sanofi usará sua plataforma de expressão de baculovírus recombinante para produzir grandes quantidades do antígeno de superfície do novo coronavírus.

Vários laboratórios credenciados no mundo estão trabalhando no projeto de uma vacina/Direito de imagemGETTY IMAGES

O grupo de vacinas da Universidade de Queensland, na Austrália, anunciou que já está trabalhando em um protótipo usando a técnica chamada “grampo molecular”, uma nova tecnologia que permite produzir vacinas usando o genoma do vírus em tempo recorde.

Na Espanha, o grupo de Luis Enjuanes e Isabel Sola, do CNB-CSIC, trabalha com vacinas contra coronavírus há anos.

Alguns desses protótipos serão testados em breve em humanos.

10. Existem mais de 80 ensaios clínicos com antivirais em andamento

As vacinas são preventivas. Mais importantes são os possíveis tratamentos de pessoas que já estão doentes. Já existem mais de 80 ensaios clínicos para analisar tratamentos contra coronavírus.

São antivirais que foram usados ​​para outras infecções, já aprovados e que sabemos que são seguros.

Um dos que já foram testados em humanos é o remdesivir, um antiviral de amplo espectro, ainda em estudo, que foi testado contra Ebola e Sars/Mers. É um análogo da adenosina que é incorporado na cadeia do RNA viral e inibe sua replicação.

Outro candidato é a cloroquina, um antimalárico que também possui atividade antiviral potente. Sabe-se que bloqueia a infecção aumentando o pH do endossomo necessário para a fusão do vírus com a célula, o que inibe sua entrada.

Está provado que este composto bloqueia o novo coronavírus in vitro e já está sendo usado em pacientes que tiveram pneumonia devido ao vírus.

A triazavirina antiviral foi sugerida por pesquisadores da Universidade Federal de Ural, na Rússia, para tratar pacientes com coronavírus/GETTY IMAGES

Lopinavir e Ritonavir são dois inibidores de protease usados ​​como terapia antiretroviral que inibem a maturação final do vírus da Aids. Como a protease SARSCov2 demonstrou ser semelhante à do HIV, essa combinação já foi testada em pacientes com coronavírus.

Outros estudos propostos são baseados no uso de oseltamivir (um inibidor da neuraminidase usado contra o vírus da gripe), interferon-1b ​​(proteína com função antiviral), anti-soros de pessoas já recuperadas e anticorpos monoclonais para neutralizar o vírus. Já foram sugeridas novas terapias com substâncias inibidoras, como a baricitinibina, selecionadas mediante inteligência artificial.

A pandemia de gripe de 1918 causou mais de 25 milhões de mortes em menos de 25 semanas. Algo semelhante poderia acontecer novamente hoje? Como vemos, provavelmente não. Nunca estivemos tão preparados para combater uma pandemia.

*Ignacio López-Goñi é professor de microbiologia na Universidade de Navarra, Espanha, e seu artigo original apareceu em The Conversation

Fonte: BBC NEWS BRASIL/GETTY IMAGES

Foto Capa: congresso em foco uol

Rojane Matte

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Comemorações dos 90 anos de Santa Rosa começam segunda-feira

Publicado

em



De 02 a 13 de agosto atividades vão ser realizadas para marcar os 90 anos de Santa Rosa. Mesmo com as restrições de algumas atividades em função da pandemia, uma programação foi preparada para celebrar a data. Escolas, entidades, instituições e voluntários se mobilizaram para contribuir com as comemorações.

A abertura da programação será marcada por um Culto Ecumênico. A celebração vai acontecer no Centro Cívico às 9H30min e será transmitida pela Câmara de Vereadores e Prefeitura. A Fundação fará a abertura da Semana da Saúde com diversas atividades de práticas integrativas e complementares para a comunidade. No mesmo dia também serão assinados importantes convênios com as Universidades locais que vão beneficiar os servidores municipais e seus dependentes. No dia 02 será lançado o programa “90 anos de Santa Rosa” com poemas apresentados pelos alunos da rede municipal. Também nesse dia começa uma exposição de fotos dos alunos do SENAC na entrada da Prefeitura. Já na terça-feira(03), às 8h45min será inaugurada a Gibiteca na Biblioteca Municipal, às 12H30min será realizado o ato de retomada dos voos comerciais de Santa Rosa para a capital, no aeroporto.

O Prefeito Anderson Mantei, destaca o orgulho em fazer parte desse momento tão importante para Santa Rosa, “São 9 décadas de história de um povo que trabalhou muito pelo crescimento e desenvolvimento da nossa cidade. Nós temos muito orgulho dessa trajetória, por isso, estamos organizando ações que marquem e celebrem esses 90 anos. Santa Rosa é cidade que amamos, é a melhor cidade para se viver”. Na quarta-feira(04), às 9h será realizado no Centro Cívico um Workshop para Idosos, e às 19H a Orquestra Jovem fará uma live em comemoração aos 90 anos(organizada e transmitida pela Câmara de Vereadores e Prefeitura). Dia 05 de agosto, às 9h será realizado o lançamento do Planejamento Estratégico da Prefeitura e na sexta o lançamento do Projeto Educação: um olhar para o futuro de Santa Rosa.

No sábado serão realizadas diversas atividades esportivas no CEU de Cruzeiro. De noite, a partir das 20h será realizada uma live da Banda Indústria Musical. O show será transmitido pela Lucano. No domingo(08), às 8h os ciclistas vão poder participar da etapa Túnel Verde(saída do Parcão), e na sequência o 19º RCMec vai realizar atividades para as crianças no Parcão. Na segunda-feira, dia 9 de agosto, a semana começa com plantio de 90 mudas de árvores pela cidade. A Secretária de Comunicação, Lisandra Steffen, destaca que as atividades se concentram nas duas primeiras semanas, mas seguem durante todo o mês, “Essas são algumas das ações que estamos preparando, mas durante todo o mês de agosto outras atividades oficiais devem marcar o aniversário de Santa Rosa, como por exemplo, a reinauguração do monumento de Cristóvão Colombo que está sendo restaurado e deve ser entregue, novamente para a comunidade, ainda no mês do município”.

No dia em que Santa Rosa completa 90 anos, terça-feira, às 8h o Recital vai apresentar o hino de Santa Rosa nas redes sociais da Prefeitura, às 8h30min no parque de exposições vai ocorrer o 2º desafio solidário(corrida/caminhada), às 10h será divulgado o vencedor da capa do livro da ACISAP. Às 19H30min, será lançado o “Projeto Papo 90 – Resgatando nossa história” organizado pelo Hortigranjeiros em parceria com a Prefeitura. A proposta apresenta 90 personalidades que vão contar histórias relevantes para o desenvolvimento de Santa Rosa. A viabilização do projeto se dá através da Lei de Incentivo à Cultura (LIC), através da produtora cultural Lucano Cultura e Marketing por meio do Pró Cultura RS, com patrocínio da Cotrirosa e da Coopermil. Dia 11 será inaugurado o refeitório que foi reformado da Escola Pedro Speroni e às 14h o ato de instalação do espaço Criança e Juventude no CEU de Cruzeiro e às 15H30min o lançamento do Projeto Berço Nacional da Soja. No dia 13 as atividades encerram com a abertura da exposição de fotos do projeto Papo 90, na Prefeitura.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

Santa Rosa vacina adolescentes de 12 a 17 anos com comorbidades

Publicado

em



A Fundação Municipal de Saúde de Santa Rosa está vacinando nesta quarta-feira(28), contra a COVID-19, adolescentes com comorbidades, de 12 a 17 anos. A imunização aconteceu mediante agendamento prévio, nas seguintes Unidades Básicas de Saúde do Centro e Cruzeiro.

As comorbidades contempladas nesta fase de vacinação foram: obesidade grave, pneumopatias crônicas graves, imunodeprimidos, hemoglobinopatia grave, doença cardiovascular, doença neurológica crônica e diabete Mellitus. A estudante Yasmin Pereira, 14 anos, tem asma grave, que pertence ao grupo das pneumopatias crônicas graves. Para ela esse momento foi muito importante, “Para mim é muito gratificante poder estar recebendo a vacina nesse momento que a gente está vivendo. Acho que é muito importante todos estarmos juntos, unidos, se imunizando para podermos combater a pandemia. Estou muito feliz de poder estar recebendo esta dose convido a todos para quando chegar a sua vez, vir também se vacinar”.

Os jovens foram acompanhados dos pais ou responsáveis para receber a primeira dose do imunizante da Pfizer, o único autorizado no Brasil para esse grupo abaixo dos 18 anos.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Agro

Escritórios da Emater/RS-Ascar elaboram projetos para acesso ao crédito do novo Plano Safra

Publicado

em



Com o Plano Safra 2021/2022, apresentado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, pequenos, médios e grandes produtores poderão acessar a diferentes linhas de crédito rural até o final de junho do próximo ano. O plano prevê R$ 251,2 bilhões para apoiar a produção agropecuária nacional, valor 6,3% superior ao disponibilizado no ano passado. Os recursos contemplam custeio e investimento, apoio à comercialização e Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural. Deste total, mais de 39 bilhões de reais são voltados à agricultura familiar, um incremento de 19% no valor em relação ao ano safra anterior. A Emater/RS-Ascar, vinculada à Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), atua há mais de 60 anos no crédito rural, prestando assessoria aos produtores e suas organizações, facilitando o acesso a tecnologias, que juntamente com o crédito, contribuem com o desenvolvimento rural.

Segundo o extensionista do Escritório Regional da Emater/RS-Ascar de Santa Rosa, Fernando Berwanger, nos últimos cinco anos, a Instituição elaborou na região 10.791 projetos de crédito rural canalizando aos agricultores da região mais de 340 milhões de reais em crédito.

No novo Plano Safra que passou a vigorar em julho deste ano, além do recurso para o custeio da produção agropecuária de 2021 e 2022, destacam-se linhas de crédito como para armazenagem de produtos agrícolas, Programa Agricultura de Baixo Carbono, Programa de Bioeconomia, além das linhas já tradicionais do Pronaf e Pronamp para investimento.

Os escritórios municipais da Emater/RS-Ascar já estão atendendo a demandas em diferentes áreas, sempre orientando para o acesso responsável e sustentável ao crédito. Projetos de investimento que contemplam silos, estufas, açudes, equipamentos para irrigação e resfriadores de leite, por exemplo, possuem prazo de pagamento de até 10 anos, com taxa de juros de 3% ao ano. Para formação, recuperação e conservação de solos, o prazo é de cinco anos com taxa de 3% ao ano. Os agricultores interessados e aptos para construção e reforma de galpão ou construção de galpão compost barn são beneficiados com prazo de até 10 anos e taxa de 4,5% ao ano. Também é possível financiar camionetes e motocicletas, em até 5 anos, e trator, colheitadeira e implementos com prazo de 7 anos.

A agricultura familiar também foi favorecida com o aumento do limite de crédito para habitação que agora é de R$ 60.000,00 por família. Filho de agricultor que tenha Declaração de Aptidão ao Pronaf (Dap) pode acessar esse crédito. O prazo é de 10 anos, incluindo três anos de carência, e taxa de 4,5% ao ano.

Berwanger avalia que o desenvolvimento da agropecuária no Brasil deve-se muito à disponibilização de crédito rural. “Essa política pública colabora para que as novas tecnologias criadas pela pesquisa agropecuária e viabilizadas pela Extensão Rural possam tornar-se realidade no campo”, enfatiza.

Para saber mais sobre as linhas de crédito disponíveis, procure o escritório da Emater de seu município e acesse a novas oportunidades em sua propriedade. Os projetos de crédito elaborados pela Instituição permitem acesso aos diferentes agentes financeiros e acompanhamento de assistência técnica e social.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

PLURAL AGÊNCIA DE PUBLICIDADE LTDA
ME 33.399.955/0001-12

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×

Powered by WhatsApp Chat

×